Compensa quitar antecipadamente um financiamento habitacional?

Será que compensa pagar antecipadamente todas as prestações do financiamento de imóveis contraídos junto a Caixa? Haveria desconto para quem faz isso e vale mesmo a pena quitar?

Luis Ribeiro, profissional com ampla experiência em construção, reforma, compra e venda de imóveis. Saiba mais em sobre o site

Normalmente quando uma pessoa contrata um financiamento junto a Caixa para a compra de um imóvel é porque o mesmo não dispõe dos recursos necessários para o pagamento a vista do bem e por isso precisa usar recursos de terceiros, neste caso a Caixa ou outro banco financiador.

Ao contratar o financiamento é estipulado um prazo para pagamento que pode chegar a 420 meses ou 35 anos. Durante este período mensalmente será pago uma prestação em que parte do valor pago é destinado ao juros e a outra parte para amortizar a dívida com o banco.

Mas durante a vigência deste contrato, o cliente poderá a qualquer momento fazer a quitação antecipada e assim encerrar o financiamento. Naturalmente que vale sim a pena fazer isso, afinal, você ficará livre da dívida e deixará de pagar juros, já que como explicado acima, boa parte do valor da prestação é destinado ao pagamento de juros.

Há desconto para quem quita antecipadamente?

Desconto não, mas é preciso entender melhor isso. Quando você quita o financiamento, não é considerado o valor das prestações, ou seja, se você pegar todas as prestações restantes e multiplicar pelo valor delas, chegará a um montante muito alto e não é isso que você deve para a Caixa. O que você deve é o que consta no saldo devedor que neste caso será o valor inicial do financiamento – as amortizações ou as prestações que já pagou + algum possível reajuste anual.

Então no caso de quitação você irá pagar apenas o saldo devedor que sempre é atualizado quando você faz um pagamento e ele é informado nos extratos que a Caixa envia constantemente a você.

Compensa quitar?

Sim, compensa. Se você tem como fazer isso, vale a pena sim fazer a quitação, pois ficará livre da dívida, não pagará mais juros e terá a liberação da Caixa para transferir o imóvel para o seu nome sem a alienação do financiamento.

Precisamos considerar que em um financiamento habitacional de longo prazo você paga muito por juros que estão embutidos na prestação mensal. Lembro de quando financiei a minha casa e ao avaliar o que eu estava pagando mensalmente cheguei a conclusão que praticamente dois terços do valor da prestação era juros e portanto quando mais rápido você quitar, menos irá pagar.

Algumas considerações:

Ao quitar o financiamento, o valor que você irá pagar é o saldo devedor que é atualizado mensalmente de acordo com os pagamentos que você faz. Geralmente o saldo devedor vem especificado no demonstrativo mensal que a Caixa envia, ou pelo menos enviava.

Se você não pode quitar o financiamento, poderá amortizar a dívida, o que já é uma boa opção. Salvo engano o seu saldo do Fundo de Garantia poderá ser usado a cada dois anos para amortizar parte da dívida contraída em um financiamento habitacional com a Caixa. Verifique esta possibilidade e se ela se aplica ao seu caso.

Quanto maior a taxa de juros, mais ela irá comprometer o valor da prestação. Portanto tentar conseguir taxas mais baixas é importante para pagar menos com juros.

Estratégias para Amortização e Quitação de Financiamentos Habitacionais

Complementando a análise sobre a quitação antecipada de financiamentos habitacionais, é importante considerar algumas estratégias que podem auxiliar na redução dos juros e no pagamento do saldo devedor.

1. Uso do FGTS: Como mencionado, o saldo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) pode ser utilizado para amortizar a dívida do financiamento habitacional. Essa é uma excelente opção para reduzir o saldo devedor e, consequentemente, os juros a serem pagos.

2. Amortização com Redução do Prazo: Ao realizar uma amortização, é possível optar pela redução do prazo de pagamento do financiamento. Isso significa que o valor das prestações permanecerá o mesmo, mas o número total de prestações será reduzido, diminuindo assim o montante total de juros a ser pago.

3. Amortização com Redução da Prestação: Outra opção é a amortização com redução do valor da prestação. Nesse caso, o prazo do financiamento permanece o mesmo, mas o valor mensal a ser pago é reduzido, proporcionando um alívio no orçamento mensal.

4. Planejamento Financeiro: Para quem deseja quitar o financiamento antecipadamente, é essencial um planejamento financeiro rigoroso. Isso inclui a criação de uma reserva de emergência, a definição de metas de economia e a busca por investimentos que possam acelerar a acumulação do valor necessário para a quitação.

5. Negociação com a Instituição Financeira: Em alguns casos, é possível negociar com a instituição financeira condições mais favoráveis para a quitação antecipada. Isso pode incluir a renegociação da taxa de juros ou a obtenção de descontos para o pagamento à vista do saldo devedor.

Vantagens da Quitação Antecipada

Desvantagens da Quitação Antecipada

Conclusão

A decisão de quitar antecipadamente um financiamento habitacional deve levar em consideração a situação financeira pessoal, as condições do mercado e as estratégias disponíveis para reduzir o custo total do financiamento. É recomendável consultar profissionais especializados e realizar um planejamento financeiro detalhado antes de tomar qualquer decisão.

Veja também