Casa com muitas paredes é ruim? Quais os problemas?

Será que a quantidade de paredes de uma casa pode gerar algum tipo de problema? Quais os problemas que poderiam ocorrer com paredes em excesso em uma casa?

Luis Ribeiro, profissional com ampla experiência em construção, reforma, compra e venda de imóveis. Saiba mais em sobre o site

Esta é uma questão bastante importante e talvez muitas pessoas não leva em consideração este fato, mas é de extrema importância você planejar a sua casa usando a quantidade mínima de parede para evitar a incidência de custo e de repente má usabilidade do seu imóvel. Quando fui construir a minha casa eu tinha como meta a fazer menor número de paredes possível, mas em função da necessidade e da dificuldade que foi encontrar um meio termo entre a minha opinião, da minha esposa e consequentemente do arquiteto, o resultado é que muitas paredes foram construídas.

Qual o problema de ter muitas paredes em uma casa?

Primeiro dos problemas é o custo, afinal de contas é uma parede custa caro a sua construção tanto em material que você utiliza, bem como em mão de obra que é uma das partes mais caras da construção se você analisar todo o processo de alvenaria, reboco, acabamento e pintura. Do ponto de vista de mão de obra a parede tem dois lados e portanto são dois trabalhos, logo se você deseja economizar na construção um bom começo seria você planejar a casa utilizando o menor número possível de paredes.

O segundo problema que eu vejo é que você acaba criando uma casa muito truncada e com muitas divisões. Nesse sentido se não for bem feito o projeto, você corre o risco de criar uma casa pouco usável, com muita divisão e ao mesmo tempo por falta de espaço já que quanto mais divisão você terá menor tende a ser cada um deles.

O terceiro problema é exatamente a questão da perda de espaço útil o que você acaba tendo. Cada parede tem pelo menos 15 centímetros de largura, mas além disso ela acaba inutilizando espaços em volta dela, então se você calcular todo o espaço perdido perceberá que quanto mais paredes internas você criar mais espaço em você estará inutilizando na construção da sua casa.

O quarto problema não chega a ser tão grave, mas terá impacto de alguma forma, que é a maior dificuldade de transmissão de sinal wi-fi dentro de casa. O sinal RFID funciona bem quando não há interferências, mas existem muitos tipos de obstáculos que enfraquem o sinal, dentre esses obstáculos um dos mais relevantes são as paredes. Assim, quanto mais parede o sinal do wi-fi tiver que atravessar, mais fraco ele vai ficando.

Conceito aberto

Atualmente o conceito aberto é a opção arquitetônica mais apreciada pelas pessoas e bastante difundido nas novas construções. Os arquitetos tem usado bastante desde conceito para criar os projetos de novas construções e também quando possível nas reformas de casa.

Basicamente o conceito aberto é a eliminação de paredes ao máximo, assim, sala, copa e cozinha passam a ter um único ambiente sem a separação física de paredes, tendo apenas a separação por ambiente. Em muitos casos esta abertura se estende a uma área gourmet, varanda e até com a área externa, principalmente quando a casa tem piscina.

Este conceito traz muitas vantagens e derruba praticamente todos os problemas que listamos acima com uso de muitas paredes. Na minha casa, a arquiteta aplicou este conceito e confesso que ficou muito bom.

Outros aspectos

A discussão sobre o número de paredes em uma casa é uma questão relevante no planejamento arquitetônico. Além dos problemas já mencionados, como custo, divisões excessivas, perda de espaço útil e impacto na transmissão de sinal Wi-Fi, existem outros aspectos a serem considerados:

  1. Flexibilidade e Adaptabilidade: Ambientes com menos paredes tendem a ser mais flexíveis e adaptáveis às mudanças de layout e uso. Isso é especialmente importante em um mundo onde as necessidades das famílias podem mudar rapidamente.
  2. Iluminação Natural: Menos paredes internas permitem uma melhor distribuição da luz natural, reduzindo a necessidade de iluminação artificial durante o dia e promovendo economia de energia.
  3. Ventilação: Ambientes integrados favorecem a circulação do ar, melhorando a ventilação natural e contribuindo para um ambiente mais saudável e confortável.
  4. Interação Social: O conceito aberto facilita a interação entre as pessoas nos diferentes ambientes da casa, tornando-a mais acolhedora e convidativa para reuniões familiares e sociais.
  5. Valorização do Imóvel: Casas com conceito aberto e menos paredes internas tendem a ser mais valorizadas no mercado imobiliário, pois estão alinhadas com as tendências contemporâneas de design e arquitetura.

Glossário

Veja também