Qual o valor da prestação para um financiamento de R$ 100.000?

Quanto uma pessoa pagaria por mês de prestação se fizesse um financiamento na Caixa para a compra da casa própria, que poderia ser uma casa ou um apartamento novo ou usado?

 

Para responder satisfatoriamente a esta pergunta é necessário fazer uma simulação no site da Caixa e informar diversos dados que serão usados para compor seu perfil de cliente e assim encontrar o valor da prestação. Lembre-se que se duas pessoas fizerem o mesmo financiamento de R$ 100.000, por exemplo, pode ser que a prestação de uma seja maior que da outra, pois elas podem ter perfis diferentes.

Fui ao simulador da Caixa e considerei dois cenários diferentes, mas ambos para a cidade de São Paulo. Os resultados com algumas ressalvas podem ser observadas abaixo:

Cenário 1

Neste caso acima a taxa de juros é umas das maiores para o financiamento habitacional da Caixa e isto acontece em função da renda informado e também porque escolhi a taxa balcão.

Cenário 2

Neste segundo cenário os dados informados me qualificou como um perfil do programa Minha Casa Minha Vida e neste caso a taxa de juros caiu muito, além do valor de subsídio que foi concedido. Como resultado o valor da prestação também caiu bastante.

Conclusão

Os cenários acima servem apenas de parâmetro para você entender que não existe um valor fixo de prestação para um valor fixo de financiamento. Na medida em que você modifica os dados do perfil e as opções de relacionamento com o baixo, muda a taxa de juros, o prazo e as demais condições de financiamento. Consequentemente muda o valor da prestação.

A taxa de juros é um dos itens mais importantes na determinação do valor da prestação, quanto maior a taxa de juros, mais alto será o valor da sua prestação. Os cenários acima ilustram bem isso.

Algumas dicas para baixar o valor da prestação

Tente reduzir o valor financiado. Nos exemplos acima você percebeu que no segundo caso houve a injeção de parte do valor como forma de subsídio, isto ajuda reduzir o valor financiado e consequentemente o valor da prestação. Se você poder dar uma entrada maior, faça isso.

Negocie taxas de juros mais baixas. Isto é fundamental para diminuir o valor da prestação, uma vez que boa porte daquilo que você paga vai na verdade para o pagamento de juros.

Rendas mais altas tende a atrair taxas de juros mais altas também. Note que este é um dos critérios para a diferença enorme nas taxas de juros nos cenários acima mostrados.

 


Veja também

2015-2016 | Financiamento e Construção | Política de Privacidade | Em Jesus nós confiamos