Qual a diferença entre muro comum e muro de arrimo?

Em alguns casos as pessoas ao construir muros para suas casas precisam fazer o chamado muro de arrimo e em outras situações isto não é necessário, mas qual a diferença entre um muro comum de um muro de arrimo?

 

Na verdade não existe muita diferença entre os dois casos, afinal ambos são muros e portanto conceitualmente é quase a mesma coisa, mas na prática existe sim algumas diferenças quanto à sua aplicação, a maneira como eles são feitos. O fato de em alguns casos a pessoa ter de fazer um muro de arrimo e em outros casos não ser necessário tem a ver com a topografia do terreno, a necessidade específica que cada pessoa tem em relação à sua construção ou tipo do solo.

Muro comum

O muro comum é aquele que as pessoas normalmente fazem para demarcar a divisa do terreno em relação ao seu vizinho, em alguns países os muros são meramente estéticos e feitos as vezes com madeira ou algum material decorativo apenas para demarcar o espaço do terreno ou para criar um fator estético. No Brasil ele tem um papel um pouco mais forte e ele é usado exatamente para divisão. Embora não cumpra tão bem esse papel, ele também é feito visando à proteção das pessoas que invariavelmente sentem inseguras em relação ao mundo externo. O muro comum normalmente é feito numa altura de 2 metros a 2,50.

Muro de arrimo

O muro de arrimo pode ter as mesmas características acima citadas aqui no Brasil, sua diferença em relação ao muro comum é que ele é usado também para fazer a sustentação do terreno. Geralmente ele é criado quando um terreno tem um desnível e para fazer a construção é necessário fazer o aterramento, mas muro comum não dar conta de segurar a pressão da terra por ocasião do aterramento e nesses casos é que entra o muro de arrimo.

Na prática ele é um muro mais resistente, geralmente feito de tijolos maciços ou bloco de concreto cheio. Dependendo da altura e da carga que ele precisará suportar, são necessários a criação de colunas de sustentação mais fortes ainda com a inclusão de barras de ferro.

Uma situação bastante comum é para os terrenos que ficam do lado de baixo da rua e tem o desnível para o fundo. Nesses casos é necessário fazer primeiro o muro de arrimo e depois fazer o aterramento para deixar o terreno no nível certo para a construção.

 


Veja também

2015-2016 | Financiamento e Construção | Política de Privacidade | Em Jesus nós confiamos