Por que demora a aprovação do financiamento de imóveis na Caixa?

Dizem que a Caixa demora muito para aprovar um financiamento de imóveis, como uma casa ou apartamento, isto é verdade? Por que ocorre está demora na aprovação para financiar?

» Página Inicial

Financiamento é burocracia, seja ele qual for. Alguns tem mais outros menos, mas todos tem e é preciso considerar os trâmites legais, a análise de documentos, vistorias, entre outros. Ainda é preciso considerar que tudo isto é feito por pessoas e carecem disponibilidade delas.

O tempo para aprovação de um crédito de financiamento habitacional varia muito e não é possível afirmar se demora muito ou não, pois temos de levar em conta vários fatores. O primeiro deles é o que acontece durante a fase de análise e aprovação.

Trâmites de aprovação

Depois que você entrega os documentos na Caixa, inicia um processo de análise desses documentos, que envolve evidentemente a consulta aos órgãos de créditos, banco central e outros. Também são avaliados a situação de compradores ou vendedores em outros órgãos como a Receita Federal, INSS e até a justiça trabalhista poderá ser consultada.

Mas além da documentação, existe também a avaliação do próprio imóvel que será objeto do financiamento, pois este precisará passar por uma avaliação de um engenheiro da Caixa, afinal o imóvel precisará oferecer as condições necessárias para servir como garantia.

Além de todo esse procedimento existirá ainda os trâmites internos da Caixa, como a confecção do contrato e outros. Evidentemente que tudo isso demanda tempo e se levarmos em conta que existirá inúmeros processos desses acontecendo ao mesmo tempo é de se esperar que demore um pouco.

Quanto tempo leva?

Eu estive envolvido em três processos de financiamento, um que eu fiz e dois que ocorreram em caso de venda de imóveis e os compradores fizeram o financiamento. Como nos três casos eu acompanhei de perto, os resultados em termos de tempo foram os seguintes:

Primeiro processo: Levou 50 dias para aprovação

Assinatura do contrato de compra e venda: 25/05/2009

Data de assinatura do contrato na Caixa: 14/07/2009

Segundo processo: Levou 110 para aprovação do financiamento

Assinatura do contrato de compra e venda: 04/01/2012

Data de assinatura do contrato na Caixa: 24/04/2012

Terceiro processo: Levou 44 para aprovação do financiamento

Assinatura do contrato de compra e venda: 23/02/2013

Assinatura do contrato na Caixa: 08/04/2013

A única exceção foi o segundo processo que foi uma venda que fiz e houve erros na documentação enviada a Caixa e tivemos de refazer, neste caso o prazo excedeu muito. Mas considere que dependendo da época e da agência que você faz o pedido de financiamento, este prazo poderá oscilar. Os dados acima não podem ser considerados como regras e sim como parâmetros.

Fatores que podem atrasar o processo de liberação do financiamento?

Também é preciso levar em consideração o tipo do financiamento que você está fazendo e as características dele. Embora existam critérios, cada programa tem sua própria forma de ser avaliada e às vezes até em locais diferentes o que pode tornar mais rápido o mais demorado processo.

Existem também fatores que podem interferir no tempo de avaliação de documentação e liberação do financiamento que estão além dos aqui citados. Eu não sei se isso aconteceu, afinal não estava envolvido com financiamento nessa época, mas no ano de 2020 com a pandemia do coronavírus, houve uma diminuição da atividade econômica em diversos setores e um comprometimento da atividade de trabalho em quase todos os setores. Certamente pessoas que estavam com processo de financiamento pendente, sofreram com algum tipo de atraso que não ocorreria em situações normais.

O financiamento é melhor alternativa para comprar um imóvel?

Será que uma pessoa que precisa comprar uma casa e não tenho dinheiro para fazer o pagamento à vista tem apenas o financiamento habitacional como alternativa para compra deste imóvel ou existem outras formas mais interessantes?

Existem outras formas que podem também ser úteis ou pelo menos na avaliação de quem deseja comprar uma casa, um apartamento o outro imóvel qualquer. Claro que a primeira opção que deve ser considerada é exatamente o pagamento à vista do imóvel com recursos próprios, mas quando isto não é possível então outras alternativas devem ser avaliadas e entre elas está o financiamento habitacional que provavelmente é hoje a modalidade mais usadas pelas pessoas para compra da sua casa própria.

Consórcio:

Consórcio de imóveis em outra alternativa que pode ser avaliada como forma de você comprar a casa que você precisa. Muitas pessoas consideram o consórcio melhor do que o financiamento, uma vez que ele não tem juros embutidos e portanto em tese você pagaria menos por ele do que um financiamento habitacional e tradicional. Mas esta questão precisa ser bem avaliada, pois existem taxas administrativas embutidas nos pagamentos do consórcio e estes valores acabam encarecendo muito o consórcio.

Financiamento direto com a construtora:

Com financiamento direto com a construtora em outra alternativa que deve ser considerada quando houver possibilidade, embora seja uma modalidade de financiamento e que tem inclusive juros mais altos do que os da Caixa, por exemplo. Ele deve ser levado em conta pelo fato de você conseguir fazer em menos tempo e com uma burocracia muito menor do que os financiamentos tradicionais. O terreno onde construir a minha casa eu comprei diretamente na construtora única coisa que precisei foi o número do RG, meu CPF de um comprovante de endereço. Em um financiamento tradicional a burocracia é grande e adversos custos estão envolvidos nesse processo também.

O lado ruim é que nem sempre você encontra imóveis nessas condições, já que é necessário comprar imóveis novos e de empreendimentos que atendem a esses requisitos.


Veja também: